Um tímido retorno

Os dois primeiros textos que postei parecem que foram escritos há uma eternidade. O terceiro, um desabafo momentâneo e tímido, já era sintoma de tempos mais complicados.

Este pequeno texto que publico agora talvez seja um retorno, ou uma continuidade a este espaço. Claro, a seu tempo adequado. Aliás, uma coisa que sinto que ando aprendendo nos últimos dias, conforme estou fazendo a mudança gradual de meus medicamentos contra a depressão, é tentar conceder ao tempo a paciência que merece. Em vários momentos dos últimos anos, sendo o mais recente os últimos meses de 2021 e os primeiros dias de 2022, me desesperei com a sensação do tempo desperdiçado, que se misturava à sensação de não estar conseguindo fazer nada, focar em nada. Agora, conforme estou pisando com cautela em caminhos diferentes, espero que as coisas que gosto de fazer possam ser feitas.

Por isso, retomo este espaço, meio sem traquejo social, ainda, mas com alguma vontade promissora de seguir em frente. Sejam (mais uma vez) bem-vindos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: